Compare Planos e Economize

Como sair das dívidas: Dicas práticas para colocar em dia sua vida financeira

Sabemos que tentar sair das dívidas pode tirar a paciência de qualquer pessoa, principalmente para quem está com o nome sujo. Além dos problemas com o mercado financeiro, as dívidas aumentam o estresse, a ansiedade e podem prejudicar até a nossa saúde. 

Para evitar problemas com o dinheiro e não se preocupar com sua vida financeira, é fundamental seguir algumas orientações. 

Neste artigo, vamos mostrar quais são as melhores dicas para sair do vermelho. Separamos estratégias que podem ser aplicadas por qualquer pessoa. 

Como sair das dívidas? 

Conheça abaixo nossas principais orientações para te ajudar a sair das dívidas e comece a aplicar no seu dia a dia. 

Conheça suas despesas

Conhecer e registrar seus gastos é o primeiro passo para sair das dívidas. Liste todas as suas despesas para observar quais delas comprometem o controle do seu orçamento, o prazo para pagamento e os juros em caso de inadimplência.

Você pode utilizar vários recursos para fazer anotações como o bom e velho bloco de notas, planilhas e aplicativos. Ao anotar, você consegue criar uma estratégia mais assertiva, definindo quais dívidas precisam de mais prioridade. 

Outro ponto positivo é que esse processo ajuda a entender o quanto de dinheiro é necessário para quitar e sair das dívidas. 

Assim, você saberá qual é o esforço necessário para ter uma vida financeira mais saudável e por onde começar. 

O registro de gastos é um hábito a ser seguido até mesmo após quitar as dívidas. Ao fazer isso, fica mais fácil ter controle da fatura do cartão de crédito no fim do mês, por exemplo. 

Priorize as dívidas com juros mais altos 

Após fazer o processo de análise e listagem das suas contas, recomendamos dar prioridade para as dívidas com juros mais altos. Caso contrário, você ficará devendo ainda mais no futuro. 

Uma dica interessante é desenvolver um ranking e organizar as suas dívidas com um planejamento financeiro. Inicie do valor mais alto para o mais baixo. 

Dessa forma, saberá por onde deve iniciar os seus pagamentos. 

Tente uma negociação 

A renegociação de dívidas é uma das melhores estratégias para sair do vermelho. Afinal, esse tipo de atitude é benéfico tanto para o credor como para os clientes.

Antes de iniciar um processo de negociação, é importante entender o cenário atual.

Para isso, verifique novamente o seu planejamento e identifique quais opções de parcelamento você poderá pagar. 

Ao terminar essa análise, leve a sua proposta até o gerente. Assim, será mais fácil desenvolver qualquer tipo de negociação. 

Fique atento! Anualmente, existem ações como Feirão Limpa Nome, do Serasa, que oferecem grandes descontos no pagamento total da sua dívida.

Corte gastos

Não adianta criar estratégias para quitar as dívidas se os gastos continuam em excesso na sua rotina. Continuar economizando nas despesas é muito importante para atingir objetivos financeiros. 

Portanto, busque eliminar alguns gastos para quitar as dívidas com mais agilidade. 

Verifique suas assinaturas, como Netflix, Spotify, Prime Vídeo, entre outras. Será que você realmente precisa de tudo isso? Para economizar no orçamento, recomendamos cancelar uma ou até duas opções. 

Em um primeiro momento, o valor dos planos pode ser baixo, mas fará uma grande diferença não só no seu bolso, mas em outros planejamentos.

Nas despesas essenciais, faça comparação dos planos disponíveis e escolha as melhores opções que encaixem no seu orçamento, oferecendo um bom custo-benefício. 

Pesquise bem antes de contratar serviços

Outra dica interessante para quitar as suas dívidas é fazer uma pesquisa completa antes de contratar qualquer serviço.

Não é necessário ir de porta em porta ou passar horas no telefone para executar essa tarefa. 

No Melhor Plano nós te ajudamos nesse processo de uma forma mais prática. É possível descobrir quais os planos disponíveis na sua região, os valores de cada um, os benefícios de cada opção, entre outros dados, para planos de celular, internet banda larga e TV por assinatura.

Assim, é mais fácil escolher qual opção cabe no seu orçamento.

Crie uma reserva financeira 

Uma reserva de emergência é fundamental para qualquer pessoa. Ela é um ótimo recurso quando o orçamento não consegue suprir as dívidas de um determinado mês. 

Além disso, evita que os empréstimos sejam solicitados, evitando aumentar ainda mais o número de despesas. 

Para fazer a reserva financeira, dê preferência para os bancos digitais. Quando guardamos o nosso dinheiro nessas opções, ele rende mais que a poupança. 

É uma forma interessante de poupar e lucrar ao mesmo tempo. 

Conquiste renda extra 

A internet também pode ajudá-lo a sair do vermelho. Você pode conseguir uma renda extra em diversas áreas, sem grandes investimentos. Basta ter um computador com acesso à internet.

O trabalho de um assistente virtual, por exemplo, é uma das opções mais interessantes. A sua rotina é semelhante a de um auxiliar administrativo.  

No entanto, elas são executadas por meio da internet. O profissional não precisa ir até o escritório para desenvolver as suas atividades. 

Outro trabalho que tem ganhado bastante destaque no mundo virtual é o de afiliado. Trata-se de uma área em que o profissional deve promover produtos por meio da internet. Ao vender um determinado item, ele ganha uma comissão da empresa.

Algumas plataformas bastante conhecidas no mercado são:

  • Hotmart;
  • ClickBank;
  • Afilio;
  • Eduzz;
  • Monetizze;
  • UOL Afiliados. 

Elas ajudam na integração entre afiliado e empresas. O cadastro nas plataformas é gratuito e não há cobrança de taxas mensais para permanecer ativo nas ferramentas. 

As aulas virtuais também podem ser uma ótima alternativa para aumentar a renda e sair do vermelho. Se você tem conhecimento sobre qualquer assunto, pode utilizar os recursos da internet para compartilhá-lo com outros alunos. 

Mude hábitos para sair das dívidas

Nunca é tarde para mudar hábitos e independente da sua idade é possível melhorá-los, ou mesmo, eliminar aqueles que são extremamente maléficos para suas finanças. 

Lembre-se que não é preciso ser um especialista para identificar o que te deixa no vermelho. Como vimos, o uso indiscriminado do cartão de crédito, gastos supérfluos e compras sem o mínimo de planejamento financeiro, merecem mais atenção.

Gostou das dicas? Veja mais conteúdos no blog do Melhor Plano.

Este conteúdo foi produzido em parceria com o site TechTube.