Compare planos de internet

Cuidados ao mudar de casa: 27 dicas que você (talvez) não pensou

Você está mudando de casa ou procurando um novo lugar para morar? Mudanças podem ser bem animadoras, porém, trocar de casa ou apartamento exige alguns cuidados que nem todo mundo lembra e acaba tendo problemas depois 🙁

Sabemos que mudar de casa dá um trabalho danado! Há muita coisa para empacotar, etiquetar, desmontar, desligar, religar, jogar fora… Por isso, facilitamos para você e listamos dicas de cuidados ao mudar de casa imperdíveis para você não ter problemas com seu novo lar (:

1.      Planeje como a mudança vai acontecer e estabeleça um cronograma

Planejamento. Como uma das maiores preocupações ao mudar de casa é O DIA da mudança, essa é uma dica primordial.

Assim que ficar decidido que a família vai mesmo mudar e o novo endereço já estiver com o contrato pronto, comece a planejar de que forma a mudança vai acontecer.

Nesse momento, as listas se tornam suas melhores amigas e aliadas: anote tudo o que precisa ser feito, com prazos para cada tarefa, como, por exemplo, o que será desmontado primeiro, etapas burocráticas da mudança, etc.

Marque tudo o que já está pronto para não se confundir.

 

2.      Verifique as medidas de todos os móveis

Uma casa nunca é igual à outra. Por isso, meça todos os móveis e veja se eles realmente cabem no espaço disponível no endereço novo.

A área geral pode até ser maior do que a da casa atual, mas como a disposição dos cômodos é diferente, é fundamental verificar como os móveis serão “encaixados” e evitar problemas. Ter os lugares dos móveis planejados também agiliza a organização no dia da mudança.

Também não se esqueça de verificar largura e altura das portas! Se houver algum móvel que não é desmontável ou alguma peça muito grande, é preciso conferir se ele irá passar nas entradas da casa. Já imaginou ficar sem sofá porque ele não entra na casa nova?

3. Informe-se sobre as regras do prédio novo (caso esteja se mudando para um apartamento)

Se a mudança for para um prédio, será necessário se informar sobre as regras do condomínio, como por exemplo:

  • em qual horário é possível fazer barulho e como é a acústica do espaço (se você tem um bebê ou trabalha com algo que faça barulho e os sons entre os apartamentos são facilmente ouvidos, pode ser um problema);
  • se existe alguma regra para o uso do elevador no transporte das caixas e outras condições;
  • quais as regras de contratação de TV a cabo, serviços de telefonia e internet banda larga.

Alguns condomínios só permitem o uso da antena coletiva ou têm condições muito específicas para passar o cabeamento necessário para a prestação de serviço de uma nova operadora.

E em espaços coletivos, seguir essas regras é essencial para uma boa convivência.

Se precisar, aproveite e veja dicas para trocar de internet com mais facilidade e menos burocracia.

4. Verifique se sua operadora atende no novo endereço

Uma coisa que muita gente esquece de pensar antes da mudança é sobre os serviços da casa, como internet, telefone e TV por assinatura.

Se você pretende continuar com a sua operadora, veja se ela atende no novo endereço, especialmente se você for mudar para outra cidade ou alguma região mais distante, com pouca cobertura de serviços.

Para isso, entre em contato com a operadora e veja o que é preciso ser feito para a mudanças. Os serviços fixos como internet e TV podem exigir uma nova instalação e verificação de disponibilidade. Portanto, faça isso com antecedência.

Além disso, o celular também pode apresentar problemas de cobertura. Por isso, verifique como é o sinal da sua operadora de  no novo endereço.

Caso precise trocar de operadora,  compare os planos de celular  e contrate aquela com mais benefícios para você.

5. Pesquise as ofertas de serviço na região da sua casa nova

Se a sua nova casa não for atendida pela sua operadora antiga, comece o quanto antes a pesquisar as ofertas de telefonia, internet e TV no novo endereço .

Compare preços, benefícios e cobertura. Você pode usar sites como o Melhor Plano para fazer essas comparações e chegar à conclusão sobre a oferta mais adequada com base em dados completos sobre valores e detalhes da prestação de serviço.

6. Se possível, converse com os futuros vizinhos sobre a qualidade dos serviços disponíveis

Quando for visitar a casa (antes da mudança acontecer), converse com os novos vizinhos para se apresentar.

Aproveite para verificar a opinião deles sobre os serviços de comunicação da região, tentando identificar qual a melhor operadora de internet, de telefone ou de TV.

Essa é a melhor forma de saber sobre o funcionamento dos serviços, pois a qualidade do sinal varia muito conforme a localização. Mas, você também pode conferir avaliações de qualidade, como:

Lembre-se que o que é melhor para um pode não ser, exatamente, o melhor para você, mas essas opiniões te dão uma base sobre qual operadora contratar.

 

7. Confirme se é possível fazer portabilidade do seu telefone

A portabilidade permite ao consumidor mudar de endereço e de operadora, sem mudar o número de telefone.

Com tanta coisa para organizar, ter que mudar de número e ainda avisar para todo mundo sobre o novo contato é um trabalho extra que ninguém quer.

Entretanto, esse tipo de alteração só pode ser feita se o endereço estiver na mesma localidade da sua casa atual. Ou seja: o telefone só pode permanecer o mesmo se o DDD for igual.

Caso a área seja outra, infelizmente você terá de trocar o número de telefone e não tem conversa que resolva essa situação.

Confira os planos de telefone fixo para o novo endereço e escolha a melhor oferta.

8. Confira se há taxa de cancelamento do serviço ou multa

Viu que não dá para manter o serviço da mesma operadora ou quer mesmo trocar de plano?

Confira se há alguma cláusula de fidelidade no seu contrato e se será necessário pagar alguma taxa pelo cancelamento do serviço ou multa.

Vale lembrar que a Agência Nacional de Telecomunicações autoriza os contratos com prazo de fidelização, caso haja algum benefício para o contratante, como condições especiais ou planos mais baratos por determinado período.

Saiba quais são os seus direitos com as empresas de telefonia e evite abusos por parte das operadoras.

9. Avalie contratar planos de telefonia para toda a família

Com toda essa mudança, alterar a forma de contratação de serviços também pode ser uma solução interessante, com praticidade e economia.

Verifique nas operadoras quais as vantagens de contratar um plano com opções de telefone para todos os membros da família e faça as contas.

Algumas vezes, os combos costumam sair mais barato. Se você utiliza telefone fixo, TV a cabo, internet e celular, contratar o pacote completa pode ser a melhor opção. Porém, é preciso pesquisar bastante e colocar na ponta do lápis todos os valores para que não cair em nenhuma pegadinha que te faça pagar mais caro depois!

Compare os preços dos combos de todos as operadoras e veja se vale a pena.

10. Contrate apenas o que for usar

Mudança pode ser um momento de reavaliar antigos maus hábitos e também de economizar!

Se você já não usa o telefone fixo há um bom tempo ou não fica em casa para assistir à programação da TV por assinatura, pode ser uma boa hora para reavaliar se realmente precisa desses serviços para a sua família.

A gente sabe que as operadoras fazem promoções irresistíveis para nos convencer a contratar todos os serviços, mas, não é nenhuma economia pagar 50% a menos em um plano que você não usa quase nada.

Avalie as necessidades da sua família e chegue na casa nova com um novo modelo de contratação de serviços.

Ao invés de cancelar, você também pode alterar o plano. Compare as ofertas de TV por assinatura e avalie a migração para outra operadora ou outro pacote.

11. Se organize com antecedência

A mudança não acontece de um dia para o outro, em um toque de mágica. Tirar tudo o que você tem na sua casa e levar para outra é uma tarefa árdua, que demanda a colaboração da família toda e leva pelo menos alguns dias.

Por isso, se organizar bem e com antecedência é um dos melhores cuidados ao mudar de casa.

Para agilizar as coisas e não correr o risco de esquecer algo, siga essas dicas alguns dias antes:

  1. Separe todas as caixas de papelão vazias que tiver em casa (ou até peça algumas extras no mercado do bairro e com vizinhos);
  2. Organize peças pequenas em saquinhos menores, para não correr o risco de perder;
  3. Semanas antes da mudança, comece a separar e empacotar coisas que não vai usar nesse período, como cobertores, documentos antigos, livros…
  4. Fique atento a todos os prazos estabelecidos no seu cronograma.

 

 

12. Selecione o que será levado para a casa nova

No processo de mudança a gente descobre muita coisa que não está sendo mais usada ou que, durante o transporte, vai acabar ficando danificada.

Filtre tudo o que você tem na sua casa hoje e separe o que deve ir para o novo endereço – mas leve apenas o que realmente vai ser usado. Faça isso antes de começar a desmontar e encaixotar.

13. Pratique o desapego

Essa dica conversa com a anterior. Mudar para uma casa nova pode trazer o sentimento de renovação, novidades, vida nova…

Aproveite isso para praticar o desapego.

Doe tudo o que não for mais usar (roupas, sapatos, eletrodomésticos, móveis) ou quem sabe organize um bazar e aproveite para ganhar um dinheirinho extra.

Esse é o melhor momento para desapegar, porque diminui o número de coisas para transportar na mudança.

14.   Separe kits de roupas para usar nos primeiros dias

Prepare mudas de roupas para usar nos primeiros dias e levar com você na mudança. Desmontar as caixas dá trabalho e você precisa ter essas peças à mão.

15.  Use as próprias malas

Já que as malas deverão ser levadas para a casa nova, aproveite para guardar roupas e outros itens do seu interior e economizar espaço nas caixas.

As roupas, produtos e objetos que separou nos primeiros dias são ideais para virem nas malas, pois você já terá tudo separado, sem precisar de procurar entre as caixas.

16.    Fotografe os móveis que precisam de montagem

Tem algum móvel com montagem mais complexa? Tire fotografias com eles ainda montados.

Quando chegar na casa nova, é só conferir como os móveis ficam quando estão corretamente montados. Se, ainda assim achar complicado, etiquete as peças com numeração.

17.    Prepare todo o material necessário para a mudança

Antes de colocar a mão na massa, separe tudo o que vai precisar para desmontar os móveis: caixas de papelão, chaves de fenda, chaves de boca, chaves Philips, parafusos extras, alicates, martelo…

Coloque isso em uma lista, para não esquecer de nada e deixe tudo pronto antes de começar.

Descobrir que precisa de determinada ferramenta quando o móvel já começou a ser desmontado é muito chato e vai atrapalhar todo o processo.

 

18.      Trabalhe em um cômodo por vez

Uma dica que facilita muito a mudança é trabalhar um cômodo por vez, tanto na hora de empacotar as coisas na casa antiga quanto de arrumar na casa nova.

É bom até para organizar as caixas, que podem ser etiquetadas com “roupas do Luiz”, “livros da Ana”, “toalhas do Miguel”, etc.

Dessa forma, você evita ter vários cômodos bagunçados ao mesmo tempo e nenhum espaço para descansar.

 

 

19. Verifique a logística de entrega para a casa nova

Confira junto à transportadora como funciona toda a logística de entrega: datas, como as peças devem estar embaladas, se alguém precisa acompanhar, etc.

Isso também vai interferir no seu cronograma de organização.

20. Confira endereços que ficam perto da sua casa nova, como a escola ou o trabalho, para planejar os gastos com transporte

Com a mudança, seus filhos vão precisar mudar de escola ou dá para manter a mesma instituição? O trabalho ficou mais perto ou mais longe?

Pense em todos os lugares que você vai com frequência (vale até incluir o restaurante favorito e a casa dos parentes) e faça as contas sobre como será o transporte para esses trajetos: ônibus, carro, bicicleta, etc., adequando os gastos ao seu orçamento.

21. Faça backup dos arquivos do computador

Salve tudo o que você tem no computador em um arquivo na nuvem ou em um HD externo.

Caso ocorra algum problema com o equipamento durante o transporte, você não perde nada importante.

22. Esvazie a geladeira antes de mudar

A geladeira precisa ser esvaziada, descongelada, seca e limpa entre 24 e 48 horas antes da mudança, para ser transportada com tranquilidade.

Como você vai ficar um ou dois dias sem geladeira, programe o cardápio para a semana da mudança pensando que nada poderá ser guardado depois.

O ideal é levar a família para comer fora nos dias em que a geladeira estiver desligada.

23. Faça compras apenas quando já estiver na casa nova

Pense se, além de todos os itens da casa que você precisa transportar, as compras do mês ainda forem incluídas nas caixas? Desnecessário, não é verdade?

Por isso, programe-se e deixe para fazer as compras do supermercado e encher a despensa apenas quando estiver na casa nova.

Durante a semana de mudança evite comprar alimentos muito perecíveis, como frutas e verduras, porque, se for necessário transportá-los, eles são muito mais fáceis de estragar.

24. Compre lâmpadas de LED

Organize a mudança e instalação na casa de forma a garantir mais economia. Comprar lâmpadas de LED para o endereço novo, por exemplo, vai deixar a conta de luz mais barata. Sem mencionar que você ainda contribui para o meio ambiente.

25. Arrume primeiro os quartos

Ao chegar na casa nova, não se desespere ao ver toda aquela quantidade de caixas, malas e móveis embalados. Será uma tarefa demorada, mas você vai conseguir montar e organizar tudo, deixando os ambientes do jeito que a sua família gosta.

Para facilitar, arrume primeiro os quartos, ou pelo menos as camas. O dia da mudança é bastante cansativo e todo mundo vai precisar de um lugar para dormir.

26. Atualize seu endereço de cobrança

O endereço de todas as contas precisa ser atualizado.

Você pode pedir para as empresas de luz, internet, telefone, TV e outros serviços enviarem para a casa nova ou mesmo mudar para o recebimento de fatura digital.

Assim, você recebe as faturas no seu e-mail e evita problemas de atraso no pagamento já que, mesmo com a solicitação de atualização, algumas correspondências continuam chegando no endereço antigo.

27. Vista-se de forma confortável no dia da mudança e tenha cuidados com a saúde

Nos dias da mudança também não se esqueça de se hidratar, se alimentar bem e ficar atento aos esforços físicos que está fazendo. Se vista de maneira confortável, com tênis de praticar atividade física e roupas práticas.

Mudar de casa pode ser cansativo, mas alguns cuidados amenizam a situação.

Você até pode precisar de um tempinho para se adaptar à casa nova ou mesmo à vizinhança, mas não deixe de curtir esse lugar com a sua família.

 

Então, gostou das dicas de cuidados para mudar de casa? Conta para a gente quais problemas está tendo com a mudança!