Compare planos de internet

Internet limitada: saiba tudo sobre franquias e como elas influenciam sua navegação

Nos últimos anos, uma discussão sobre a limitação da banda larga vêm preocupando os consumidores. Atualmente, apenas a internet móvel possui franquia, enquanto a internet fixa é ilimitada.

Porém, muitas pessoas têm dúvidas sobre o assunto e ficam confusas com alguns termos, como franquia. Além disso, algumas operadoras de banda larga exibem em seu site um limite de uso da internet, mesmo sendo proibida a sua execução, gerando ainda mais dúvidas.

Por isso, neste post você vai entender como funciona a internet limitada, o que é franquia e de que maneira ela influencia a forma como você se conecta à web no dia a dia.

Veja também a diferença entre internet limitada e conexão limitada.

Como funciona a internet limitada?

 

Basicamente, a internet limitada funciona com um pacote de franquia de dados que possui um valor específico por mês.

O seu celular, por exemplo, possui uma franquia de internet, que é o valor contratado no seu plano. Esse valor, geralmente está em GB ou em KB. Cada vez que você abre uma rede social, faz uma pesquisa no Google ou assiste um vídeo, você consome um pouco dessa franquia.

Quanto mais você navega na internet, mais rapidamente esses dados serão consumidos e quando o limite contratado é atingido, você não consegue mais navegar com a velocidade ideal, já que a conexão é reduzida ao mínimo possível.

Segundo o Marco Civil Regulatório da Internet, as operadoras não podem simplesmente bloquear a internet – exceto em casos de contas que não estão pagas – já que esse o acesso à web é considerado um direito fundamental.

Já no caso da internet banda larga não há franquia. Você contrata um plano pela velocidade e pode utilizar a internet o quanto quiser, sem ter sua velocidade reduzida. Geralmente, os planos de banda larga são em Mega, pois essa é uma medida referente à velocidade (Mbps).

Conteúdo Relacionado:  Internet SP: saiba escolher a melhor internet em São Paulo

Resumindo:

    • Franquia é o limite de dados (em GB ou KB) que você pode gastar no seu plano de internet. Ao atingir esse limite, sua velocidade é reduzida.

Por que as empresas querem comercializar pacotes de internet limitada?

Os pacotes de internet limitada já são muito conhecidos entre os clientes de telefonia móvel. Mas como os telefones são utilizados mais para consultas pontuais, como redes sociais, mapas e outros aplicativos com utilidades diversas, o impacto não é tão grande.

Além disso, é comum migrar para a conexão wi-fi, quando há disponibilidade, e deixar a conexão móvel apenas para quando está se locomovendo.

Em casa ou no trabalho, porém, o uso da internet é muito mais intenso: assistimos vídeos, filmes, série e músicas em plataformas de streaming; fazemos download de arquivos pesados; fazemos chamadas de vídeo; e também utilizamos a conexão para trabalhar e estudar.

Então por que as empresas de telecomunicação querem mudar isso e passar a oferecer internet banda larga limitada?

Como tudo começou?

Em 2016, as operadoras Oi, NET e Vivo passaram a oferecer planos de oferta banda larga com limites de franquia. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a prática era legal, desde que respeitasse algumas regras.

Mas os consumidores não gostaram da ideia e o assunto virou tema de discussão no legislativo.

Em março de 2017, o Senado Federal aprovou uma ementa que proíbe a limitação de navegação na internet banda larga.

O projeto segue em discussão na Câmara dos Deputados e a Anatel está avaliando como a questão é tratada em outros países.

Assunto polêmico, a limitação (ou não) da internet só deve ser realmente decidida em 2019. Enquanto isso, as operadoras de banda larga não podem reduzir ou cortar a conexão, mesmo que informem em seus sites algum valor de franquia.

Conteúdo Relacionado:  Net SP: Saiba tudo sobre a operadora em São Paulo!

O que as operadoras alegam?

A Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) é uma das entidades à frente dessa discussão, bem como a Associação Brasileira das Empresas de Telecomunicações por Satélites (Abrasat).

Segundo as entidades, a manutenção das ofertas com franquia para internet banda larga garante mais liberdade de negócio às empresas prestadoras de serviços, protegendo contra possíveis gargalos.

De acordo com a Abrint, a possibilidade de continuar oferecendo internet limitada deixaria o negócio mais dinâmico, melhorando questões técnicas e permitindo a criação de planos mais atrativos, além de evitar comportamento abusivo do consumidor, como o compartilhamento de conexão com vizinhos.

Outro ponto de melhoria destacado pela associação seria a oferta de planos mais baratos, visando atender a uma parcela da população com menos recursos.

Consumidores temem continuar pagando caro por navegação insatisfatória

Vale lembrar que entre os anos de 2016 e 2017 a internet ficou mais cara. Um estudo da Anatel mostrou que o custo de cada megabit por segundo teve um aumento médio de 20%.

Esse dado é muito relevante nessa discussão, já que, apesar das operadoras alegarem a criação de planos mais baratos para justificar a internet limitada, o consumidor tem medo de continuar pagando caro por uma conexão que pode ser interrompida em determinado momento.

Você também acha sua internet cara? Então compare planos de banda larga e veja se é possível economizar!

Internet limitada X Conexão limitada

Embora pareçam a mesma coisa, internet limitada e conexão limitada são conceitos diferentes.

Enquanto a internet limitada diz respeito à franquia de navegação, a conexão limitada diz respeito a problemas de acesso, quando o usuário não consegue “entrar” na internet.

Isso acontece, basicamente, por causa de drivers desatualizados, conflitos de IP ou número errado de domínio e não tem nada a ver como o limite de navegação da internet.

Conteúdo Relacionado:  7 Dicas para Acabar com a Internet Lenta

Se por acaso aparecer uma mensagem de conexão limita / acesso limitado, não se preocupe com a franquia de navegação ou erro na prestação de serviços.

Atualize as configurações do seu dispositivo para continuar navegando pelos seus sites preferidos.

A internet limitada já é uma realidade?

O que todo consumidor quer saber de verdade é se já é necessário se preocupar com a internet limitada e começar a prestar mais atenção nos detalhes de cada plano disponibilizada pelas empresas de telecomunicação.

Em planos de telefonia móvel, a franquia de dados é uma realidade. O consumidor contrata um pacote mensal de dados, que pode ser por meio de plano controle ou pós-pago, ou paga pela utilização diária ou semanal em celulares pré-pagos.

Apesar dessa limitação ser permitida nas redes 3G e 4G, continua valendo a regra do Marco Regulatório: as empresas não podem simplesmente bloquear a conexão ao fim da franquia, mas podem diminuir a velocidade – o que pode ser um incômodo para muita gente.

Se quiser saber mais sobre o assunto, nesse artigo explicamos se existe internet móvel ilimitada no Brasil.

Em relação à internet limitada nos planos de banda larga, essa é uma discussão que parece ir ainda muito longe.

As operadoras lutam pela mudança, mas os consumidores estão alarmados e temem de que forma essa limitação pode afetar o uso da internet no dia a dia, mesmo em ações simples, como acessar as redes sociais e mensagens de e-mail.

A Anatel permanece adiando a decisão e a discussão sobre esse assunto ainda está longe de chegar ao fim.

Leia também: 14 direitos do consumidor em serviços de telecomunicação que você talvez não saiba que tem.

O que você acha sobre a internet limitada? Conta para a gente nos comentários!