Ver Planos

5 serviços para você cortar e negociar durante a pandemia

A nossa vida tem mudado diariamente por conta do coronavírus, exigindo maior economia nas contas de casa. Pensando nisso, separamos 5 serviços para cortar ou negociar em um dia. E é um dia mesmo: basta uma tarde para conseguir reduzir essas contas!

Quais serviços posso negociar?

No contexto em que estamos vivendo, nosso orçamento e renda podem passar por mudanças. Por isso, é muito importante pensar em formas de economizar e cortar ou negociar serviços é uma opção.

Além de você conseguir economizar sem passar aperto, pode juntar um dinheiro para dar conta de outras despesas que podem aumentar nesse período, como mercado. E agora, vamos aos serviços:

1) Planos de celular

Quem nunca percebeu que estava pagando um valor muito alto pelo serviço que a operadora oferecia? Esse pode ser o melhor momento para você reavaliar esse gasto. Isso porque a internet de casa já tem suprido parte das suas necessidades, por exemplo. Será que é preciso ter um pacote de dados tão grande?

No Melhor Plano, é possível fazer essa pesquisa de preços e descobrir os planos de celular mais baratos e adequados em poucos cliques, sem precisar entrar nas páginas de todas as operadoras.

2) Tarifa bancária

A tarifa bancária pequena que aparece todo mês no extrato se torna é um monstro das contas nos bancos tradicionais no decorrer do tempo.

O Valor Econômico chegou a publicar uma reportagem de uma pesquisa do Guiabolso que mostra que o brasileiro paga em média R$ 900 de tarifas para manter a conta corrente e o cartão em um ano. Por isso, é importante sempre acompanhar essa conta, seja no extrato ou em aplicativos como o Guiabolso.

Se você achar que manter a sua conta nos bancos tradicionais não faz mais sentido, migrar para bancos digitais é uma grande solução. Além de não pagar tarifa, você tem todas as facilidades de um banco na palma da mão.

Aliás, você também tem a possibilidade de migrar para uma conta digital no seu banco. É só entender exatamente como você utiliza o seu banco e quais são as facilidades que você precisa.

3) Anuidade do cartão de crédito

Hoje em dia existem muitos tipos de cartões de crédito que não têm anuidade, a começar pelos oferecidos em contas digitais. Alguns cartões oferecem benefícios, como cashback e programa de pontos, que compensam a tarifa. Mas se você não utiliza valores altos no cartão, comece a reparar se a conta tem compensado o benefício.

Você pode pesquisar os cartões oferecidos nos seus bancos ou pode entrar em alguma plataforma que já faça uma comparação de produtos, como é o caso do Guiabolso.

4) TV a cabo e streamings

Se você tem TV a cabo e assiste pouco, o seu gasto com este item já deveria ter sido cortado. Esse é um gasto que você pensa duas vezes antes de cortar porque está associado a conforto, mas se você quase não assiste TV e fica muito mais em streamingsde filmes e séries, é um momento de entender esse gasto.

Normalmente, os valores desse tipo de serviço são altos e podem ser relevantes se alguma conta da sua casa aumentar ou se você precisar ir completar a sua reserva de emergência para possíveis situações de aperto.

Os serviços de streaming costumam não ser tão caros, mas vale a mesma lógica de uso. Se possui mais de uma assinatura, avalie qual é a mais utilizada e pense se consegue seguir sem as demais.

5) Internet

Se você não tem trabalhado de casa e não precisa de uma internet super potente, talvez seja o momento para repensar também esse gasto. Você não precisa cortar totalmente esse gasto, mas diminuir os megas podem reduzir  os valores.

Nesse sentido, de novo o site do Melhor Plano é um bom aliado na hora de comparar preços, pois já traz os pacotes das principais operadoras.

Além desses gastos que a gente separou, você pode revisitar sua planilha e entender quais são as despesas essenciais para a sua rotina. Só assim você consegue entender onde você pode economizar, onde precisar colocar mais dinheiro e adequar o seu planejamento financeiro para esse novo momento.

Mas tenha em mente que essa é uma época de pensar a longo prazo, de entender que essa pode ser uma crise longa e que você precisa de calma para não se endividar. O Guiabolso fez um guia sobre como lidar com as suas finanças na crise do coronavírus. Assim, podemos passar por esse momento da maneira mais tranquila possível.