Carregando...

logo melhor plano

Cheque Especial

O cheque especial é uma modalidade de crédito popular entre os brasileiros, devido a sua alta disponibilidade.

Apesar de ser útil em situações de emergência, as taxas de juros do cheque especial são elevadas. E isso pode levar diversas pessoas ao endividamento.

Para evitar esse problema, descubra o que é, como funciona e quais são os juros do cheque especial!

 

ver mais
ver menos

O que é cheque especial?

O cheque especial é um limite de crédito pré-aprovado que os bancos disponibilizam aos seus correntistas de modo automático.

Portanto, caso você não possua saldo e precise realizar uma compra, saque ou transferência, esse valor pode ser utilizado.

Dependendo da instituição, ele pode possuir outros nomes, como LIS, Cheque Azul e Limite pré-aprovado.

Como funciona o cheque especial?

Apesar de não exigir análise de crédito, o cheque especial funciona como uma espécie de empréstimo.

Assim, quando o correntista utiliza por completo o saldo da conta, o banco empresta um valor de maneira automática. Esse é o cheque especial. E ele permite que as movimentações na conta aconteçam mesmo se o saldo estiver zerado.

Por exemplo: você possui limite pré-aprovado no seu banco e tem R$300 em conta, mas realiza um saque de R$400. Isso significa que você utilizou R$100 do cheque especial.

O valor limite do cheque especial disponível é estabelecido durante a abertura da conta. Isso é feito a partir de informações como sua renda mensal e histórico de pagamento.

A quantia emprestada é paga ao banco a partir de qualquer valor que entre em sua conta.

Para evitar endividamentos, o uso do cheque especial deve ser feito apenas em casos de emergência e por um curto período de tempo. Afinal, a taxa de juros desse tipo de empréstimo é muito alta.

Nova regra do cheque especial

Como forma de evitar o endividamento com o uso do cheque especial, o Banco Central estabeleceu algumas regras. Confira quais são elas:

  • Em caso de limite pré-aprovado acima de R$500, a instituição financeira pode cobrar uma tarifa de até 0,25% ao mês em cima do valor excedente do cheque especial;
  • Se o limite for de até R$500, o banco não pode fazer a cobrança de tarifas;
  • O banco tem a obrigação de avisar quando o cliente não tiver saldo em conta e que o limite do cheque especial for ativado;
  • No extrato deve estar claro os valores do cheque especial e do que se tem em conta disponível, evitando confusões;
  • Se o cliente tiver uma dívida em aberto a mais de 30 dias e acima de 15% do limite de crédito, o banco precisa oferecer uma modalidade com juros mais atrativos.

Cheque especial Bradesco

O cheque especial do Bradesco possui uma taxa de juros de até 8% ao mês.

Ela só é cobrada 10 dias após a utilização do crédito disponibilizado.

Se o cliente realizar o pagamento da dívida antes desse período, o Bradesco concede a isenção da taxa de juros.

Esse serviço pode ser contratado pelo App Bradesco ou em uma agência.

Cheque especial Itaú

O cheque especial do Itaú, chamado de LIS, possui um juros de até 8% ao mês.

Correntistas que quitam o pagamento do crédito em até 10 dias após o uso têm isenção de juros. E para clientes do Itaú Empresas, esse período é de 5 dias.

Caso o LIS seja utilizado por mais tempo, os juros sobre todo o período serão cobrados e debitados da conta.

Além disso, clientes do Plano de Vantagens Itaú têm como benefício a redução dos juros no cheque especial, com taxa máxima de 7% ao mês.

A contratação do cheque especial no banco Itaú pode ser feita pelo aplicativo, em uma agência ou durante a abertura da conta.

Cheque especial Santander

O cheque especial do Santander também é conhecido como Limite da Conta Santander.

Após a utilização, o correntista tem até 10 dias para pagar sem cobrança de juros ou outros encargos.

Após esse período, a taxa de juros do cheque especial Santander é de até 8% ao mês.

A contratação ou aumento do cheque especial pode ser feita por meio dos seguintes canais:

  • App Santander
  • SMS
  • Caixa eletrônico
  • Central de atendimento: 4004-3535

Cheque especial Banco do Brasil

As taxas de juros do cheque especial do Banco do Brasil podem variar de acordo com o seu relacionamento com o banco.

Confira quais são as taxas praticadas:

  • Taxa mínima de juros: 1,99 % ao mês
  • Taxa máxima de juros: 7,73 % a.m.

No entanto, outros encargos também podem ser cobrados, como a de Inadimplemento de Operações.

A contratação desse produto pode ser feita pelo celular, pela internet, nos canais de autoatendimento ou nas agências do Banco do Brasil.

Cheque especial Caixa

O cheque especial da Caixa Econômica Federal, apelidado de Cheque Azul, oferece taxas de juros flexíveis. Elas variam de acordo com a sua renda e o seu histórico na instituição.

Portanto, quanto melhor for o seu relacionamento com o banco, mais atrativas serão as taxas.

Confira as práticas que reduzem as taxas de juros:

  • Receber salário em uma conta-corrente da Caixa;
  • Possuir recursos aplicados em poupança ou renda fixa;
  • Ofertar uma garantia de 125% do valor do limite do cheque especial com recursos da poupança ou renda fixa.

O Cheque Azul pode ser contratado pelo App CAIXA, Internet Banking CAIXA ou em terminais de autoatendimento.

Cheque especial Nubank

O Nubank não oferece o serviço conta corrente, mas sim de conta de pagamentos.

Por esse motivo, o cheque especial não é disponibilizado para os clientes do "roxinho".

Ainda não encontrou a conta corrente ideal para você?

Compare as principais opções do mercado e solicite a sua conta online!

VER CONTAS

Juros cheque especial

O cheque especial tem uma das maiores taxas de juros do mercado!

Segundo as regras do Banco Central do Brasil, os juros do cheque especial para pessoas físicas podem chegar até 8% ao mês, o equivalente a até 151,8% ao ano.

Além disso, a cobrança é feita por juros compostos. Ou seja, todo dia a taxa é aplicada sobre o valor inicial, mais os juros já acumulados.

Isso acontece porque o limite fica constantemente disponível para uso, sem que o banco exija qualquer tipo de garantia.

Essa incerteza quanto ao pagamento faz com que os juros cobrados sejam altos o suficiente para compensar o risco.

Como calcular juros cheque especial?

Para realizar o cálculo dos juros do cheque especial, é necessário saber:

  • O valor do limite utilizado;
  • Os dias utilizados, desde a contratação do crédito até o seu pagamento;
  • A taxa de juros cobrada pelo banco em que o cheque especial foi feito.

Com essas informações em mãos, faça o seguinte cálculo:

Cálculo juros cheque especial: (Valor do limite x Taxa de juros em decimais x dias utilizados) / 30 = valor do juros

Por exemplo, caso você utilize R$400 do cheque especial por 20 dias com juros de 8% ao mês, você terá que pagar R$421,33. Veja como é feita a conta:

Exemplo cálculo juros cheque especial: (R$400 x 0.08 x 20) / 30 = R$21,33 de juros

Total a pagar = R$ 421,33

Cheque especial ou empréstimo?

Normalmente o empréstimo pessoal apresenta taxas mais atrativas do que as do cheque especial, porém existem exceções.

A limitação dos juros do cheque especial fez com que a maioria dos bancos elevasse as taxas de empréstimo pessoal.

Assim, em alguns casos, os juros do empréstimo pessoal podem ultrapassar os 8% ao mês, que é o limite dos juros do cheque especial.

Portanto, se a contratação de crédito for necessária, o recomendado é pesquisar e comparar as várias modalidades oferecidas no mercado financeiro. E assim, optar pela opção de menor custo.

Cheque especial ou cartão de crédito?

Contratar o cheque especial é mais barato do que não pagar a fatura do cartão de crédito.

De acordo com o Banco Central, a taxa média dos juros do rotativo do cartão de crédito é de 364% ao ano, enquanto a do cheque especial é de 167% ao ano.

Porém, mesmo com taxas menores que a do cartão, o cheque especial não é tão vantajoso. Afinal, existem modalidades mais atrativas no mercado, como o empréstimo com garantia de imóvel, por exemplo.

Quer contratar um cartão de crédito mas está com o nome sujo?

Conheça os melhores cartões de crédito para negativados de 2022 e solicite online!

VER CARTÕES

Se eu parcelar o cheque especial, o que acontece?

Ao escolher pelo parcelamento do cheque especial, você está adquirindo uma nova dívida, e novos juros vão incidir sobre ela.

Portanto, o mais adequado é que você analise bem a proposta, se atentando ao Custo Efetivo Total (CET). Ele representa o valor total da contratação de um serviço financeiro.

Pois a cobrança do cheque especial inclui não somente os juros pelos dias que o limite foi utilizado, como também tarifas, encargos e seguros.

Se eu não pagar o cheque especial, o que acontece?

Em caso de não pagamento do cheque especial, os juros compostos continuam recaindo diretamente sobre o valor utilizado. Isso torna a sua dívida com o banco cada vez maior.

Além disso, você pode ficar com o nome sujo, sendo adicionado aos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Dessa forma, você é impedido de contratar qualquer tipo de crédito no mercado.

Qual o prazo para pagar o cheque especial?

O prazo para pagamento do cheque especial varia de acordo com o banco.

Atualmente, algumas instituições financeiras disponibilizam até 10 dias corridos para que você realize o pagamento sem a cobrança das taxas de juros.

Porém, isso não é uma regra e alguns bancos começam a cobrar imediatamente. Portanto, o ideal é pagar o valor utilizado o quanto antes.

Como aumentar o limite do cheque especial?

Para aumentar o limite do cheque especial é necessário entrar em contato com o seu banco para que seja realizada uma análise cadastral.

Depois do pedido, você deve aguardar o retorno da instituição.

As chances da sua solicitação ser bem sucedida dependem do seu perfil financeiro e do seu histórico de movimentações e pagamentos.

Mas lembre que o uso do cheque especial deve ser feito somente em casos de emergências!

Como cancelar cheque especial?

Para cancelar o cheque especial, entre em contato com o seu banco e realize o pedido.

O único requisito necessário para que o processo seja feito é que você não tenha dívidas do cheque especial em aberto.

Caso contrário, será necessário quitá-la antes de solicitar o cancelamento.

Como sair do cheque especial?

A melhor forma de sair do cheque especial é depositando, o quanto antes, o valor necessário para se livrar da dívida em sua conta corrente.

Caso não seja possível, tente negociar a dívida! Entre em contato com o seu banco ou com uma empresa especializada em negociação de dívidas e faça um acordo.

Durante esse processo, realize os pagamentos em dia e evite fazer novas dívidas.

Procure se educar financeiramente para saber como lidar com o dinheiro de uma forma mais saudável e evitar problemas futuros

Está em busca de um empréstimo pessoal para quitar sua dívida?

Compare os melhores empréstimos pessoais do mercado e solicite online!

VER EMPRÉSTIMOS

Perguntas frequentes sobre Cheque Especial

O que acontece se estourar o limite do cheque especial?

Não é possível estourar o limite do cheque especial, pois sendo utilizado em sua totalidade, o limite pré-aprovado não aumenta de forma automática.

Saiba como funciona o cheque especial!

É ruim usar o cheque especial?

Sim! Especialmente se você for comparar o cheque especial com outras modalidades de crédito. Por isso, a dica é evitar o uso dele!

Confira qual é a taxa de juros do cheque especial!

Como usar cheque especial?

Use o cheque especial apenas em casos de emergência e de maneira temporária, garantindo o pagamento do valor usado no tempo certo.

Conheça as novas regras do cheque especial!

Qual o limite do cheque especial?

O banco estabelece o limite do cheque especial de acordo com o perfil de cada cliente. Quanto melhor for a relação com a instituição, maior será o limite pré-aprovado.

Saiba como aumentar o seu limite do cheque especial!

Cheque especial vale a pena?

Apesar do fácil acesso, o cheque especial não vale a pena. Existem modalidades de crédito mais atrativas e com juros bem menores.

Descubra qual é melhor: empréstimo ou cheque especial?

Dívida de cheque especial caduca?

Após 5 anos a dívida do cheque especial caduca. Porém, isso não significa que ela deixará de existir, você continuará a ter problemas para solicitar qualquer tipo de crédito.

Veja como é possível quitar a dívida do cheque especial!

Conteúdo atualizado em

Luiza Molano

Por Luiza Molano

Luiza é economista em formação e atua como estagiária de produção de conteúdo em finanças na Melhor Plano. O texto foi revisado por João Cléber, produtor de conteúdo especialista em finanças da Melhor Plano.

Melhor Plano

© Melhor Plano 2022
Todos os direitos reservados.

Endereço: R Sergipe, nº 625, Sala 503 Savassi | Belo Horizonte - MG
CEP: 30130-171

Telefone: +55 (31) 97575-9932

MelhorPlano no FacebookMelhorPlano no InstagramMelhorPlano no TwitterMelhorPlano no YoutubeEmail de Contato
Ícone Site Seguro Google

O time do Melhor Plano faz o máximo de esforço para manter toda a informação precisa e atualizada. Porém, é possível que você veja um preço diferente ao visitar especificamente o site do provedor do serviço. Ao existir uma diferença, é possível que nosso time já esteja trabalhando para atualizá-lo, ou que nosso parceiro de venda tenha oferta diferente (tentamos manter no site as melhores ofertas para você). Ao solicitar a contração de um serviço, verifique os termos da contratação com o provedor do serviço.