Carregando...

melhorplano logo

Quitou sua dívida? Saiba como não cair no vermelho de novo!

O endividamento é um problema que atinge milhares de brasileiros todos os dias. Por esse motivo, para não ficar no vermelho outra vez, é fundamental não só quitar as dívidas, mas aprender a ter o controle de suas próprias contas.

Na prática, devemos ser capazes de, por exemplo, conseguir manter uma reserva de emergência, reunir recursos para investir na carreira e realizar objetivos pessoais. É o que os especialistas chamam de saúde financeira, sinônimo de equilíbrio na área das finanças.

Sendo assim, olhe para os próprios gastos e responda mentalmente: Como você tem se organizado financeiramente?

Caso a resposta não seja das melhores, recomendamos que acompanhe o artigo a seguir. Nele, te daremos as orientações adequadas para coordenar e analisar melhor a própria renda, com dicas fáceis de aplicar no dia a dia. Confira!

Como não cair no vermelho novamente? Boas práticas

Invista na sua educação financeira

A educação financeira é o processo por meio do qual as pessoas aprendem a se relacionar com o dinheiro. Por isso, busque conhecimento, seja por meio de cursos online, livros diversos ou conteúdos nas redes sociais.

Com uma base de informações e orientações, é possível desenvolver habilidades e competências para se relacionar de forma adequada com a renda e fazer escolhas inteligentes no seu dia a dia.

Se sentir que sua dificuldade de poupar está ligada a questões emocionais, também recomendamos a assessoria de um consultor ou profissional especializado, que pode fazer toda a diferença!

Tenha um controle adequado das contas

A segunda dica é manter um controle adequado das contas. Isso pode ser feito utilizando uma planilha ou aplicativo específico de gestão financeira pessoal.

Essas ferramentas permitem elencar todas as despesas fixas e variáveis, inclusive em ordem de prioridade. Saber para onde o dinheiro vai é um dos primeiros passos para controlar gastos e evitar endividamentos.

Corte gastos desnecessários

A partir do momento em que se tem o conhecimento adequado de quais são as contas mensais fixas e variáveis e qual é a renda, o passo seguinte é eliminar os gastos desnecessários.

Com educação financeira, aprendemos que até mesmo os pequenos gastos, quando somados, podem representar um volume significativo de recursos. Neste sentido, eliminar gastos desnecessários ajuda a focar naquilo que realmente importa, inclusive na formação de um patrimônio mais sólido.

Utilize o cartão de crédito com inteligência

O cartão de crédito é uma excelente ferramenta de pagamento. Algumas pessoas utilizam apenas essa modalidade em todas as compras da casa. Porém, ao mesmo tempo em que ele traz muitas vantagens, pode ser perigoso quando utilizado de forma inadequada.

Se você não consegue ter um controle adequado dos seus gastos, a dica é priorizar os pagamentos à vista. Evite fazer compras parceladas, principalmente de produtos e serviços que não são essenciais.

Mantenha o cartão de crédito reservado para eventuais emergências e tenha um limite dentro da sua realidade financeira.

Além disso, muito cuidado com a fatura: a opção de parcelamento é uma péssima escolha, pois os juros são muito altos.

Estabeleça metas financeiras

Estabelecer metas financeiras é uma estratégia aplicável a quem quer criar uma reserva financeira e começar a formar um patrimônio. Aqui, a dica é começar estabelecendo pequenos objetivos, sempre dentro da sua realidade.

Depois de cortar alguns gastos desnecessários e entender suas contas, estabeleça a meta de guardar, por exemplo, R$ 200,00 ao mês. Ao final de um ano você terá guardado R$ 2.400,00, que podem ser aplicados em um investimento ou utilizados para pagar uma viagem de férias, comprar materiais escolares ou pagar tributos.

Com o passar do tempo, vale até criar novas metas, sempre visando aumentar o seu patrimônio e desenvolver a estabilidade financeira.

Não contraia novas dívidas

Dívidas só são uma ótima opção quando não há outra alternativa. Por exemplo, se você quer comprar uma casa própria, provavelmente a solução a curto e médio prazo é optar por um financiamento.

Porém, em muitos casos, os endividamentos estão relacionados a débitos com despesas não essenciais e que poderiam ter sido evitados. Neste contexto, analise com cautela todos os seus gastos, remaneje orçamento, busque uma renda extra e só contraia novas dívidas se esse for o melhor caminho!

E então, o conteúdo acima foi útil de alguma forma? Você encontra diversos outros materiais sobre finanças pessoais, economia e controle de gastos no nosso blog!

Conteúdo atualizado em

Parceiro convidado

Por Parceiro convidado

Marketing de Conteúdo e SEO

Melhor Plano

© Melhor Plano 2021
Todos os direitos reservados.

Endereço: R Sergipe, nº 625, Sala 503 Savassi | Belo Horizonte - MG
CEP: 30130-171

 Telefone: +55 (031) 97575-9932

MelhorPlano no FacebookMelhorPlano no InstagramMelhorPlano no TwitterMelhorPlano no YoutubeEmail de Contato
Ícone Site Seguro Google

O time do Melhor Plano faz o máximo de esforço para manter toda a informação precisa e atualizada. Porém, é possível que você veja um preço diferente ao visitar especificamente o site do provedor do serviço. Ao existir uma diferença, é possível que nosso time já esteja trabalhando para atualizá-lo, ou que nosso parceiro de venda tenha oferta diferente (tentamos manter no site as melhores ofertas para você). Ao solicitar a contração de um serviço, verifique os termos da contratação com o provedor do serviço.