Carregando...

MelhorPlano.net

Clubhouse

Saiba o que aconteceu, como entrar, como funciona, se está disponível para Android e mais!

O que é?Tem para Android?Como entrar?Como convidar e receber convite?Como usar o app?Está avaliado em quanto?

O que aconteceu? Ainda existe?

O aplicativo ainda existe, mas o que aconteceu é que o número de usuários da plataforma caiu em níveis muito grandes e de forma muito rápida nos últimos tempos.

Em outras palavras, as pessoas pararam de usar o Clubhouse.

Muito disso tem relação com o fim da pandemia. Isso porque, na época era muito comum realizar chamadas de vídeo entre amigos. Hoje em dia, já é possível realizar esses encontros presencialmente.

Sendo assim, para um aplicativo manter a sua usabilidade é fundamental existir um número considerável de usuários, principalmente nesse caso, que se trata de uma rede social. 

O que é o Clubhouse? Como funciona?

Clubhouse se trata de uma rede social de conversas de voz lançada em 2020 que teve participação de Mark Zuckeberg e Elon Musk em um de seus bate-papos.

O aplicativo, disponível inicialmente apenas para iOS, é exclusivo para conversas de áudio e não permite o envio de fotos, vídeos ou mesmo mensagens de texto.

É possível participar das salas apenas como ouvinte ou dar sua opinião por áudio, seja em salas abertas ao público ou em chats privados.

Além disso, você pode entrar em uma sala existente e disponível naquele momento ou abrir o seu próprio chat. Quem inicia uma sala se torna o moderador e pode definir quem terá a permissão de falar.

O app está disponível para Android?

Ainda não foi criada uma versão do aplicativo Clubhouse para Android. O único disponível só é compatível com dispositivos iOS. 

Até o momento não há pretensões para que essa implementação seja desenvolvida, muito por conta da baixa adesão que a rede social vem tendo nos últimos tempos. 

No início, os criadores Paul Davison (ex-Pinterest) e Rohan Seth (ex-Google), tinham se prontificado a trabalhar em uma versão para esse sistema operacional, mas não seguiram com a proposta.

Como fazer para entrar?

Só é possível entrar na plataforma quem ganha um convite de alguém que já faz parte. A estratégia até agora foi tão eficaz, que já tem gente negociando convites.

Contudo, se você tem um aparelho da Apple, já pode fazer seu cadastro mesmo que ainda não tenha recebido um convite.

Para isso, siga os passos abaixo:

  1. Faça o download do aplicativo na App Store;
  2. Coloque seu número de celular;
  3. Digite no app um código de 4 dígitos que chegará ao seu aparelho por SMS;
  4. Defina seu nome de usuário;
  5. Aguarde até que alguém que tenha o seu número de telefone e já esteja dentro do app autorize a sua entrada;
  6. Você receberá um convite por SMS ou uma notificação automática informando que aquela pessoa permitiu a sua entrada.

Quer utilizar aplicativos sem se preocupar com os dados?

Confira os planos de celular disponíveis na sua região e escolha a melhor opção para você!

Planos disponíveis em SÃO PAULO/SP
VER PLANOS EM

Veja a cobertura exata de Internet em sua região

?
O plano selecionado está indisponível no seu endereço, mas encontramos outros, tão bons quanto, para você! 😉

As informações serão utilizadas apenas para indicar com precisão os planos disponíveis no seu endereço.

Precisamos confirmar se o plano escolhido está disponível no seu endereço:

O plano selecionado está indisponível no seu endereço, mas encontramos outros, tão bons quanto, para você! 😉
Boa notícia! 🎉
Confirmamos a disponibilidade do plano selecionado no seu endereço!

As informações serão utilizadas apenas para indicar com precisão os planos disponíveis no seu endereço.

Logo Claro

Claro Controle 18GB

quatro estrelas

?
18 GIGA
(15GB + 3GB BÔNUS)**
Apps Ilimitados
  • WhatsApp
Ligações Ilimitadas
Para todo o Brasil
R$49,90/mês

**15 Giga no plano + 3GB bônus para Youtube

*Assinaturas inclusas: Skeelo, Claro Banca, Claro Video

Ler mais
Ler menos
IR PARA O SITE
Logo Vivo

Vivo Controle 14GB

quatro estrelas

?
14 GIGA
(8GB + 6GB BÔNUS)**
Apps Ilimitados
  • Waze
  • Moovit
Ligações Ilimitadas
Para todo o Brasil
R$55,00/mês

**8 Giga no plano + 6GB bônus válidos por 12 meses

*Assinaturas inclusas: GoRead, Babbel, Skeelo, Hube Revistas, Babbel Exercise Book

Ler mais
Ler menos
IR PARA O SITE
Logo Claro

Claro Controle 25GB

quatro estrelas

?
25 GIGA
(20GB + 5GB BÔNUS)**
Apps Ilimitados
  • WhatsApp
Ligações Ilimitadas
Para todo o Brasil
R$59,90/mês

**20 Giga no plano + 5GB bônus para Redes Sociais

*Assinaturas inclusas: Skeelo, Claro Banca, Claro Video

Ler mais
Ler menos
IR PARA O SITE

Encontramos uma oferta melhor para o seu perfil!

Tim Modal
provider-image
R$/mês

Apps Ilimitados

  • provider-icon

Procurando por mais opções de planos de celular?

Compare ofertas 3G e 4G de outras operadoras disponíveis na sua região e economize!

Ver Planos

Como convidar e conseguir convite?

Para conseguir um convite, você tem duas opções:pedir a um amigo já usuário ou fazer seu cadastro e entrar na lista de espera até que alguém autorize sua entrada.

Cada novo usuário do Clubhouse começa com 2 convites disponíveis para distribuir a quem quiser.

Para convidar os seus amigos, basta:

  1. Selecione o envelope que fica no menu superior da tela;
  2. Digite o nome do seu amigo, ele deve estar na sua lista de contatos do telefone;
  3. Clique em “Invite”;
  4. O amigo receberá o convite por SMS;
  5. Depois que ele aceitar e se cadastrar, você ganha mais convites para distribuir a quem quiser.

Em qual valor o aplicativo está avaliado?

Atualmente não foram divulgados os valores que o aplicativo está sendo avaliado. 

Contudo, no ano seguinte ao seu lançamento, em 2021, o seu valor de mercado girava em torno de 1 bilhão de reais. Um tempo depois, esse valor chegou até 4 bilhões de reais. 

Agora, devido ao baixo número de downloads e de usuários, esse número pode ter abaixado significativamente. 

Como usar o Clubhouse?

1 - Personalize a sua conta

O primeiro passo é adicionar uma foto de perfil (avatar) e uma descrição para sua bio. É interessante lembrar que no Clubhouse as pessoas só têm essas duas fontes de informação sobre você, além da sua voz.

Por isso, você pode ainda adicionar seu perfil do Twitter e do Instagram na bio para que as pessoas conheçam melhor sobre você.

2 - Siga pessoas

No app, você pode tanto seguir pessoas do seu entorno (amigos, familiares e colegas) quanto celebridades, influenciadores, políticos e outras personalidades. Para seguir:

  1. Toque na lupa que fica no canto superior esquerdo da tela;
  2. Digite o nome da pessoa que você quer adicionar;
  3. Entre no perfil desse amigo e selecione "Follow" para começar a seguir.

3 - Participe de conversas

Na tela principal, você poderá conferir as conversas que estão acontecendo naquele momento, com o título da sala e as pessoas participantes. Para entrar, basta tocar na sala que você se interessar.

Ao entrar em uma sala, você verá os “speakers” no topo da tela, que são as pessoas com permissão para falar, e os “ouvintes”. Caso um ouvinte queira falar, ele deve selecionar a mãozinha que fica no canto inferior direito da tela.

Você entrará automaticamente como ouvinte, exceto se um amigo te “puxar” para a sala e convidar para “compor o palco”. Nesse caso, você já entrará com o microfone ligado, então não se esqueça de desativar caso não queira dar sua opinião logo no início.

Para sair da conversa, clique em “Leave quietly” para deixar a sala discretamente.

4 - Inicie uma conversa

Para abrir uma sala, você deve:

  1. Tocar no botão verde “+ Start a room”;
  2. Selecione:
  • Open” para salas abertas ao público;
  • Social” para abrir um grupo com pessoas que você já segue;
  • Closed” para iniciar uma conversa apenas com as pessoas que você escolher. Essa será uma sala privada;

Depois, toque em "Let 's go” ou em “Choose People...” para escolher as pessoas que deseja colocar na sala privada.

Atualmente, o Clubhouse tem um limite de 5 mil participantes por sala.

O Clubhouse é seguro?

Como toda rede social, o Clubhouse faz uso dos dados pessoais dos usuários para promover a experiência dentro do app: recomendar salas de seu interesse, integrar sua lista de contatos, desenvolver novas funcionalidades e outras utilidades.

A empresa, porém, afirma que não faz a venda dessas informações. Em relação à privacidade das conversas, a Política de Privacidade do app informa que as conversas dentro das salas ficam gravadas temporariamente.

Caso haja alguma violação de direitos (como discursos de ódio, por exemplo) relatada dentro de uma conversa, ela pode ser usada para investigação. Se não houver nenhum relato de infração, a conversa é deletada.

  • Casos de vazamento de conversas

Por seu um app recente, ele apresenta diversas vulnerabilidades. Recentemente, conversas privadas tiveram áudios vazados e mostraram falhas de segurança no aplicativo.

O app também não permite que um usuário grave a tela durante uma conversa. Mas, apesar disso, é importante lembrar que é muito fácil gravar um bate-papo utilizando um outro aparelho celular e mantendo o áudio em viva-voz.

Por isso, é importante tomar cuidado com o que será dito em salas abertas e até mesmo nas fechadas.

Quais são as críticas do aplicativo?

  • Exclusão socioeconômica

Uma das críticas, é sobre a estratégia de exclusividade para iPhone, devido ao fator de exclusão, sobretudo no Brasil, onde 9 em cada 10 pessoas com smartphone têm um aparelho Android.

Apenas nos Estados Unidos e em alguns países da Europa o iPhone é um aparelho democrático e utilizado por boa parte da população.

  • Exclusão por acessibilidade

O app também tem sido muito julgado pela falta de inclusão às pessoas com deficiência auditiva. Como o aplicativo funciona só por áudios, não possibilita legendas, mensagens de texto ou outros mecanismos de acessibilidade, esse público fica totalmente excluído.

Porém, de acordo com os criadores, uma grande parte da nova rodada de financiamento será usada para escalar a experiência do Clubhouse para todos, de modo que seja sempre rápido e com desempenho, independentemente de quantas pessoas estão se juntando.

Dafne Braga

Por Dafne Braga

Dafne é comunicóloga e jornalista formada pela UFMG, além de ser pós-graduada em Revisão de Texto pela PUC Minas. Ela trabalha com produção de conteúdo para internet há mais de 7 anos, revisa e também escreve textos sobre economia doméstica e produtos telecom desde 2020.