Carregando...

Melhor Plano

Internet 5G

Internet 5G: saiba tudo sobre a nova tecnologia e quando ela chega no Brasil

Atualmente, muitas pessoas utilizam a internet 4G em seus smartphones e tablets para acessar sites, conversar no WhatsApp, entre outras funcionalidades.

No entanto, apesar dessa tecnologia ter chegado recentemente no Brasil, é possível que você tenha ouvido rumores sobre uma nova velocidade: a internet 5G.

Operadoras como a Claro e a Vivo já oferecem planos que prometem um "4G melhorado", que seria uma internet móvel mais rápida do que a que usamos de melhor no país.

Porém, a internet 5G tem o objetivo de proporcionar muito mais do que apenas velocidade em nossos dispositivos.

Leia a seguir informações sobre essa nova tecnologia, quando ela começa a funcionar e saiba as diferenças com o 4G, 3G e 2G.

Está insatisfeito com seu plano de celular?

Compare agora os planos de celular 3G e 4G disponíveis na sua região e economize!

Ver Planos

O que é a internet 5G?

Para começar, ao ouvir sobre internet 5G o que nos vem à cabeça? Uma tecnologia mais rápida do que as anteriores, assim como o 4G é atualmente mais veloz do que o 3G, e assim por diante.

Se você pensou isso, realmente acertou sobre uma parte do que as conexões 5G vão ser capazes de oferecer.

Acredita-se que a velocidade do 5G vai variar entre 1 e 20 Gbps (Gigabits por segundo), estimando uma média de, pelo menos, 100 Mbps (Megabits por segundo) por pessoa.

Para quem não tem a menor ideia do que isso significa, as conexões 4G no Brasil, hoje em dia, garantem uma velocidade média de 12 Mbps.

O 5G vai ser um 4G melhorado?

Você pode estar se perguntando: mas e o 4.5G da Claro e o 4G+ da Vivo, não seriam já uma prévia parecida com o 5G?

Na realidade, ambas as tecnologias dessas duas operadoras são formas diferentes de falar sobre um mesmo padrão, denominado LTE Advanced (sendo que, na Claro, esse padrão é o LTE Advanced Pro), formalizado pela 3GPP (3rd Generation Partnership Project).

Mas, o que isso quer dizer? Isso quer dizer que essas tecnologias possuem um pouco mais de qualidade do que o 4G, mas que ainda são diferentes do 5G que está por vir.

O 4.5G, por exemplo, pode oferecer até o dobro de internet, além de uma cobertura melhor, dependendo da estrutura da operadora.

Já o 5G representa melhorias em outros aspectos além da velocidade e cobertura.

Para entender como esse sistema já está atuando em alguns dispositivos móveis, é preciso entender exatamente o que as redes 2G, 3G e 4G significam, onde cada G faz referência a uma geração de tecnologia de internet móvel.

Internet 2G e 3G

Para que seja possível utilizar a internet no seu aparelho móvel, é preciso que antenas transmitam ondas de rádio com esse sinal.

No caso das redes 2G, é utilizado o padrão GSM, que, aqui no país, corresponde de 900 Mhz e 1900 Mhz, oferecendo uma velocidade entre 40 Kbits por segundo e 500 Kbits por segundo.

Já o 3G, o tipo de conexão mais usado no Brasil até agora, conta com o padrão IMT-2000, que, geralmente, utiliza faixas de 1900 Mhz e 2100 Mhz, mas que possui padronizações mais específicas que podem ser escolhidas pelas operadoras a depender de sua estrutura, área de cobertura e antenas disponíveis.

De acordo com a União Internacional de Telecomunicações, o 3G possui uma velocidade acima de 200 Kbits por segundo, podendo chegar até a alguns Megabits por segundo, em algumas operadoras.

Internet 4G

A quarta geração da internet móvel, como o Claro 4G, por exemplo, usa faixas entre 1800 Mhz e 2500 Mhz no Brasil.

Dessa forma, a velocidade média de conexão é de 12 Megabits por segundo a 20 Megabits por segundo (dependendo também da estrutura, área de cobertura e antenas disponíveis).

Como o 4G também foi padronizado pela 3GPP, na verdade o "4G melhorado" oferecido pela Claro e pela Vivo são apenas frequências específicas da mesma geração de velocidade, não proporcionando ainda velocidades nem próximas do que o 5G está prometendo (a partir de 1 Gigabits por segundo até 20 Gbps).

Se você quiser entender melhor, confira nosso artigo sobre o que são gigas, megas, kbps e mbps.

Sua internet móvel está deixando a desejar? Confira planos de celular em sua cidade com franquia de internet:

O que a internet 5G tem de diferente?

Além da velocidade consideravelmente maior, a internet 5G pretende oferecer muito mais do que downloads mais rápidos.

Assim como o 2G foi projetado apenas para voz, o 3G para dados móveis e o 4G para aplicativos que utilizam grande fluxo de dados (como acontece quando você assiste a vídeos e ouve música conectado à internet do seu celular), o 5G tem o dever de dar conta da quantidade de dispositivos que estarão conectados, não oferecendo apenas maior suporte de dados.

As principais expectativas para o 5G são:

  • Melhores experiências: realidade virtual, carros sem motorista, vídeos imersivos em 4K, entre outras coisas, serão melhoradas nessa conexão e terão estabilidade para fazer parte do cotidiano
  • Uso da rede móvel em mais aparelhos: notebooks estão sendo criados para usar o 5G como conexão padrão;
  • Melhora na  usabilidade e economia de dados: essa tecnologia está sendo projetada para utilizar apenas a quantidade e velocidade necessária para o que você estiver fazendo, não consumindo apenas por estar disponível, garantindo um consumo energético reduzido.
    Levando em consideração que estaremos usando essa rede em toda a nossa casa, além do celular, isso é bastante importante.

Não quer mais surpresa na conta de celular?

Compare os planos de celular controle em sua área e pague sempre o mesmo valor ao fim do mês!

Ver Planos

Quando a internet 5G chega no Brasil?

Embora empresas de tecnologia e telecomunicações dos EUA, como a AT&T e a Verizon, queiram disponibilizar a internet 5G ainda em 2018 para smartphones, tablets e demais dispositivos móveis, ainda não há uma data certa para o Brasil.

No entanto, há previsões de que a nova tecnologia deva chegar no nosso país por volta de 2022.

Enquanto essa velocidade não chega em nosso país, você pode conferir quais são os 10 melhores planos de celular do ano!

Conteúdo atualizado em 19/03/2021

Marina Menezes e Silva

Por Marina Menezes e Silva

Analista de Marketing de Conteúdo e SEO