Carregando...

MelhorPlano.net

O que é HDR?

Entenda como essa tecnologia funciona e quando usá-la em fotos e vídeos! 

O que é HDR?O que é e como funciona HDR na TV?Para que serve o HDR no celular?Quando usar HDR em fotos?

 

O que é a função HDR?

Imagens em HD, fotos com zoom óptico e vídeos em 4K são tecnologias voltadas para melhorar a qualidade de imagem. Uma delas é o HDR, da sigla em inglês para High Dynamic Range, que em português pode ser traduzida para Alto Alcance Dinâmico.

O HDR é o resultado da diferença entre a coloração mais escura e a mais clara. A partir dela, é possível reproduzir em uma imagem, como a opção de contraste.

Dessa forma, o recurso HDR permite ampliar a quantidade de cores que um pixel (a menor parte de uma imagem) pode conter.

O resultado disso é que a tela de uma TV, por exemplo, pode emitir muito mais luz e ter uma variação maior de cores. Um dos objetivos dessa tecnologia é tentar aproximar as imagens o máximo possível da realidade percebida a olho nu.

Os televisores que possuem a tecnologia HDR conseguem oferecer ao telespectador uma nova experiência: única e diferenciada ao aproximar ainda mais a imagem da realidade.

A sensação é como se você estivesse vendo, pessoalmente, a cena que se passa na tela.

O recurso compensa, principalmente, em televisões maiores, onde a qualidade da imagem fica ainda mais nítida.

Como essa tecnologia funciona na TV?

Ao ser utilizado em uma televisão, esse recurso impacta diretamente dois aspectos importantes:

  • Contraste;
  • Precisão das cores.

Com isso, o céu fica mais azul, as matas mais verdes e as rosas ainda mais rosas. Mas esse efeito não acontece de uma forma artificial como no caso dos diversos filtros aplicados nas imagens para destacar alguns elementos.

Um objeto em segundo plano, que em uma imagem não-HDR seria mais difícil de ser notado, por exemplo, aqui é realçado sem tirar o foco do que está em primeiro plano.

Preciso ter TV por assinatura para ter a imagem em HDR?

Para ter essa tecnologia em sua casa, o aparelho de televisão deve ser fabricado com capacidade para emitir mais luz do que uma TV convencional.

Essa quantidade é medida em “nits” (que representa a intensidade luminosa) e nos televisores HDR pode chegar a 1.000 nits.

Além disso, a resolução mínima indicada para ver conteúdos com alto alcance dinâmico em uma televisão é a de 4K, mas algumas telas LCD e LED também podem suportar esse recurso.

Portanto, o HDR não está relacionado a um pacote de TV por assinatura e pode ser obtido em planos de diversas operadoras, como Sky, Claro e Vivo.

Como funciona o HDR na câmera do celular?

A maioria dos smartphones mais recentes já possuem a função HDR incorporadas nas suas câmeras, o que permite que diferentes intensidades de luz sejam gravadas pela lente.

Quando ativada, ao acionar o botão de disparo o equipamento faz vários cliques (geralmente de três a cinco) de um mesmo retrato, porém em diferentes exposições, ou seja, diversas aberturas da lente, aumentando ou diminuindo o tempo de exposição dela à luz.

Em seguida, automaticamente, todas as imagens capturadas são processadas pela câmera do celular e transformadas em uma só, destacando cores e detalhes em espaços de pouca e muita iluminação.

Com isso, a foto fica mais parecida com o que seus olhos veem, com mais nitidez e equilíbrio entre as partes claras e escuras.

Quando usar o HDR na câmera?

Apesar de o HDR aproximar mais uma fotografia da realidade, nem sempre é recomendado utilizá-lo. Em determinadas situações, algumas imagens ficam melhores sem o recurso.

Um dos principais momentos em que ele é bastante necessário é quando você precisa fotografar uma pessoa que está na frente do sol.

Sem acionar a tecnologia, teremos dois tipos de fotos: uma na qual o rosto dela ficará escuro e as cores do fundos captadas com precisão ou outra na qual a face da pessoa estará nítida, mas, ao mesmo tempo, a luz solar ficará "estourada'' (excessivamente clara).

Já para tirar fotos com movimento, de cenários de cores com alto contraste e de cores muito vivas não é recomendado o uso do HDR.

O resultado da aplicação do recurso pode variar de celular para celular, de acordo com as configurações da câmera e do alcance dinâmico em cada aparelho.

Confira 3 casos em que o uso do HDR na câmera é indicado:

1. Fotografias panorâmicas

Especialmente de paisagens que costumam conter muitos contrastes entre pontos de luz e de sombra.

2. Cenários com forte luz do sol

Geralmente em ambientes abertos, nos quais a iluminação natural gera espaços de sombra e de muita claridade;

3. Quadros com contraluz ou baixa luminosidade

Com o HDR ficam mais equilibrados, nem muito escuros e nem muito iluminados.

Leia também:

Conteúdo atualizado em

Dafne Braga

Por Dafne Braga

Dafne é comunicóloga e jornalista formada pela UFMG, além de ser pós-graduada em Revisão de Texto pela PUC Minas. Ela trabalha com produção de conteúdo para internet há mais de 7 anos, revisa e também escreve textos sobre economia doméstica e produtos telecom desde 2020.